Flávia Bittencourt é uma das cantoras, compositoras e atrizes emergentes mais elogiadas do Brasil, que disparou para a fama nacional depois que uma de suas músicas foi escolhida por uma novela popular. As raízes culturais de Flávia estão presentes em sua escolha de repertório, que flui naturalmente através de suas composições e também pode ser sentida na música de compositores de todo o mundo que ela escolhe cantar. Ela excursionou por toda a Europa e levou suas interpretações da música folclórica brasileira tradicionalmente internacionalmente até a África.

 

Atualmente vivendo no Rio de Janeiro, Flávia continua sendo uma artista independente com um forte senso de identidade. Ela dividiu o palco com Luiz Melodia, Alcione, Geraldo Azevedo, Dominguinhos e A Era de Ouro, e artistas e compositores consagrados, como Dominguinhos, Renato Braz, Quinteto em Branco e Preto, Luiz Melodia e o maestro Laercio de Freitas, foram todos convidados. ansioso para trabalhar com ela. Flávia participou do projeto Samba Novo e excursionou pela Espanha, Polônia e partes do Reino Unido em apoio aos seus vários álbuns, aparecendo em festivais e obtendo cobertura de televisão e rádio.

 

O trabalho de Flávia tem sido muito influenciado pelos ritmos regionais de seu estado natal, o Maranhão (e também toda a região Nordeste do Brasil, o Sertão), e muitas vezes incorpora o folclore como o Bumba-meu-boi e elementos da Festa do Espírito Santo. Enquanto ela favorece o trabalho de compositores do Maranhão como Josias Sobrinho, Flávia diz que como intérprete ela gosta de variedade: “Temos que cantar tudo o que queremos, tudo que nos entusiasma, sem sermos restringidos pelo gênero”.

 

Em 2005, Flávia lançou seu álbum de estréia Sentido (Sense ou Feeling; Som Livre) que mistura pop, música nordestina e canções originais; Ele apresenta alguns dos artistas mais ativos do Brasil, incluindo Dominguinhos, Renato Braz e Quinteto em Branco e Preto. A gravação foi muito bem recebida pelos críticos que elogiaram sua voz, composição e interpretação de canções brasileiras clássicas. “Terra de Noel”, uma das músicas do álbum, foi selecionada para a novela América e foi tocada em todo o Brasil na TV Globo.

 

Seu segundo álbum, Todo Domingos é dedicado ao seu colaborador e herói musical, o legendário acordeonista pernambucano, compositor e cantor Dominguinhos. “Há tantas músicas maravilhosas que foi difícil escolher”, diz o Bittencourt. Além de clássicos como “Lamento Sertanejo”, “Sete Meninas”, “Toinho”, “Abri a Porta” e “So Quero Um Xodó”, há também “Arrebol” e “São João Bonito”.

 

Em seu terceiro disco, No Movimento, Flávia preparou gravações que contaram com participações de Zeca Baleiro e Luiz Melodia e colaboraram com o renomado poeta Ferreira Gullar para o poema Um Instante, para o qual Flavia escreveu a melodia.

 

Leve é o quarto álbum e primeiro DVD da Flávia, lançado pela Coqueiro Verde Records. Foi gravado em São Luís, Brasil, quando ela estava grávida de quatro meses e apresenta colaborações de Luiz Melodia, Zeca Baleiro, Bloco Tradicional Os Feras, Alcione, Antulio Madureira. Ela lançou uma série de singles seguindo este projeto produzido por Fernando DeepLick.

 

Como atriz, Flavia participou dos seguintes filmes: Redenção de Neville D'Almeida e As Óbitas da Água de Frederico Machado. Trabalhou também ao lado da primeira dançarina do teatro municipal do Rio de Janeiro, Ana Botafogo, na criação do musical “Mulher”, uma homenagem às principais mulheres que influenciaram a emancipação das mulheres em todo o mundo, ainda que principalmente no Brasil. Seguindo o tema do feminismo, ela participou com a renomada atriz de teatro brasileira Natalia Timberg para apresentar um espetáculo de poesia e música no Rio de Janeiro que não só homenageou as mulheres, mas também abordou temas como o feminismo e o assédio sexual.

 

O próximo álbum de Flávia, A Life Story, será lançado neste outono e produzido pelo produtor e guitarrista brasileiro Sandro Albert. É seu primeiro projeto em inglês e mostrará suas canções e composições originais junto com músicas de vários outros artistas de Nova York.

©2018 Flávia Bittencourt